O corpo e a alma

09:45:00

   




  A ansiedade tomava conta de seu corpo. Ela se remoía em sua própria cama. Andava para todos os lados esperando uma unica ligação que mudaria a sua vida. As horas se passavam e o telefone não chamava. Se culpando novamente ela respirou fundo e deixou seu impulso mais obscuro tomar conta de si e simplesmente quis apagar sua existência com um único copo.
   O primeiro gole foi amargo, o segundo veio com urgência sucedido do terceiro e quando faltava mais alguns goles, o telefone finalmente chamou. Tocava sem parar,dezenas de vezes pulsava descontrolado em suas mãos. Tudo que ela queria era atender, tudo o que sempre quis foi ser atendida e entendida por alguém.
   Sua cabeça girava pesada como uma ancora a deixando a deriva de todos os seus pensamentos mais íntimos. O silêncio era interrompido pelo telefone que voltava a tocar com desespero. E de repente mais  nada importava. Tudo que ela sentia era a dor de continuar vivendo pelos os outros e o desprazer de não conseguir atender aquela ligação que há tanto esperava. Quando a morte parecia que iria finalmente abraça-la o socorro veio mais rápido e não a deixou partir. Daí em diante tudo se tornou um borrão de lembranças retorcidas e que há muito tempo se tornaram esquecidas.

You Might Also Like

0 comentários

Popular Posts

Facebook

Instagram